quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Dutra pode deixar PT caso aliança com PMDB se consolide

O Partido dos Trabalhadores pode perder um dos fundadores da sua legenda no estado do Maranhão. Domingos Dutra, deputado federal, filiado há mais de 30 anos no PT, diz "não existe a possibilidade de continuar em uma legenda que mantenha a aliança com o PMDB". Com a eminente perda, o PT-MA pode ficar sem nenhum representante maranhense na bancada federal do Congresso Nacional. Com um rico currículo político, Dutra exerce pela terceira vez o cargo de parlamentar na Câmara Federal (1995-1999 e 2007-), antes já ocupou os cargos de deputado estadual (1991-1995 e 2003-2007), além de ser vice-prefeito de São Luís (1997-2000) na gestão de Jackson Lago. O deputado federal que foi escolhido na semana passada como um dos mais atuantes e destacados entres todos os congressistas do país pelo site Congresso em Foco, afirma que sua ideia não é sair, mas se não houver uma modificação na linha política do partido no estado, deixará a legenda. O parlamentar revela que no seu ponto de vista a aliança PMDB-PT no estado só tem trazido malefícios ao partido. "Nós tínhamos 10 petistas disputando a reeleição em todo estado em apenas dois vencemos, nos oito que fomos derrotados em 6 foram para candidatos do PMDB. Perdemos em Brejo de Anapurus, Cururupu, Nunes Freire, Timbiras, Coroatá e Altamira", declara. Dutra diz que a parceria entre os dois partidos só beneficia um dos lados e este não é o PT, "defendo que o companheiro Washington deva romper com a governadora Roseana Sarney (PMDB), afinal o seu cargo não depende dela, ele conquistou e assim permanecerá até 2014, hoje ele é submisso", comenta. Procurado pela equipe de reportagem de O Imparcial, o vice-governador Washington (PT) disse que não comenta declarações proferidas por Domingos Dutra, mas aproveitou para falar que ela não pensa em cargos políticos e nem alianças no momento. "Existe um desejo constante em está fazendo articulações políticas, mal acabamos de disputar uma eleição, já estão pensando em outra. Não quero saber de 2014, tenho vontade de continuar ajudando o governo a trazer o desenvolvimento para o nosso estado", afirmou. Sem partido - Apesar de afirmar que pode estar de saída do PT, Dutra diz que ainda existem três caminhos a serem percorridos. "Tenho a possibilidade de permanecer no PT e não me candidatar a mais nada, posso sair do PT e virar um militante, como sempre fui, e posso também disputar um cargo político por outro partido", revela. Questionando sobre qual partido seria essa, o petista responde: "não posso dizer, afinal, minha ideia é permanecer no PT". Sobre a possibilidade de integrar um novo partido que possa vir a ser fundado por Marina Silva (ex-ministra do meio ambiente), Domingos Dutra diz que não pode afirmar a possibilidade de integrar o quadro, "afinal nem a Marina tem a certeza da criação dessa nova legenda", encerrou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+ Badge