sexta-feira, 5 de abril de 2013

Dutra propõe audiência pública sobre água de lastro para evitar danos ao meio ambiente


                     
Em sua primeira audiência na Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, o Deputado Domingos Dutra (PT/MA) solicitou Audiência Pública para debater os impactos ambientais provocados pelas águas de lastro, despejada nos portos brasileiros por navios de diversos continentes. O parlamentar solicitou ainda a presença de pesquisadores do tema, autoridades e representantes de empresas relacionadas e trabalhadores do setor para participarem dos debates na Comissão.

Os parlamentares veteranos da Comissão deram calorosas boas-vindas ao Deputado Domingos Dutra que, durante seu discurso, declarou estar exilado da Comissão de Direitos Humanos a qual presidiu no ano passado. “Primeiramente, sinto-me honrado pelos companheiros devido a minha aceitação como membro na Comissão de Meio Ambiente. Farei desta Comissão o meu porto seguro e darei o máximo de mim para que eu possa contribuir com os andamentos das demandas”, manifestou o parlamentar em seu primeiro pronunciamento na Comissão.

Água de lastro é a água do mar coletada por navios com o objetivo de manter a estabilidade e o equilíbrio da embarcação. “O problema é que a água oriunda do exterior e despejada nos portos brasileiros está repleta de organismos invasores que podem destruir o ambiente aquático provocando desequilíbrio no ecossistema”, explicou o Deputado Domingos Dutra.

O parlamentar destacou ainda que, no Maranhão, os navios que saem de vários países despejam as águas de lastros na Baía de São Marcos. A preocupação dos pesquisadores é que os organismos típicos de outras localidades do mundo possam se desenvolver e desencadear sérios problemas, como o desaparecimento de algas, larvas, peixes e crustáceos.

“Precisamos estudar, conhecer e combater os organismos maléficos despejados nas baías brasileiras para que não danifiquem o ecossistema aquático e não afetem a saúde e o bem-estar da população brasileira”, concluiu o parlamentar.
 
(O Imparcial) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+ Badge