quinta-feira, 25 de abril de 2013

Homem mata duas pessoas e promete assassinar mais 40


        O acusado conhecido apenas como Jânio Erondy teria uma lista com 40 nomes de pessoas residentes em Governador Newton Bello e em Zé Doca, para serem mortas por ele.
A população de duas cidades: Governador Newton Bello e Zé Doca, estão vivendo momentos de pânico com as ameaças de um psicopata que matou duas pessoas, das quais uma teve o cadáver ocultado no quintal da casa do assassino, na periferia da cidade Newton Bello. O acusado conhecido apenas como “Jânio Erondy” teria uma lista com 40 nomes de pessoas residentes na cidade onde mora e em Zé Doca, para serem mortas por ele.

Um blogueiro da região postou que Jânio, depois de cometer os dois assassinatos, vem “tocando” terror na cidade e que a população vive momentos de grande apreensão e medo, visto que ele continua em liberdade, já tendo sido avistado e reconhecido por pessoas nas ruas de Zé Doca, em três ocasiões, esta semana.

O delegado regional Luís Cláudio Balby disse que tudo não passa de especulações. Ele confirma que Jânio Erondy, realmente cometeu dois homicídios no final de março, tendo matado dois homens, um dos quais é homossexual, que teve o cadáver enterrado em uma cova rasa no quintal da casa do acusado, que é usuário de drogas e sofre das faculdades mentais. A outra vítima foi abandonada em um terreno baldio, que fica ao lado da casa de Erondy.

A Polícia Civil adotou providências e instaurou os respectivos inquéritos, solicitando do Judiciário, o decreto de prisão de Jânio Erondy, que desde então vem sendo procurado. “Já realizamos mais de trinta incursões para prender o homicida, que, no entanto, não foi encontrado. Há informações de ele pode ter fugido para outro estado, mas ainda não temos confirmação e continuamos procurando”, disse o delegado Balby.

Lista
Com relação à lista com nomes de pessoas a serem executadas, o delegado Balby disse que a polícia não tem conhecimento, visto que até agora ninguém procurou as delegacias da região para apresentar denúncias. “Estamos apelando às pessoas ameaçadas para que nos procurem para que tenhamos confirmação e possamos adotar as medidas necessárias para garantir-lhes a integridade”, disse o delegado regional. Ele acredita que tal lista não existe, não passando de especulações feitas por pessoas que querem causar pânico visando tirar proveito político com a situação.

O policial militar Agildo, que já realizou várias diligências para prender Jânio Erondy, disse que a lista de 40 pessoas ameaçadas não passa de boatos, pois ninguém teve contato com o acusado desde a descoberta do duplo homicídio. “As pessoas informam que ele foi visto e vamos atrás, mas nunca o encontramos”, disse o PM Agildo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+ Badge