quarta-feira, 10 de abril de 2013

Waldir Maranhão quer PP com candidatura própria ao governo, mas ao descarta apoio ao PC do B



 
O Partido Progressista está construindo seu plano de governo e tem a pretensão de ter uma candidatura própria, pelo menos é o que volta reiterar o presidente do Diretório Estadual e deputado federal, Waldir Maranhão em entrevista dada a O Imparcial na sede do partido, no conjunto São Marcos em São Luís. O nome escolhido para representar o partido nas eleições de 2014 é o ex-prefeito de Santa Rita Hilton Gonçalo, hoje ainda no PDT. “Vamos botar o bloco na rua.”, disse Waldir.

“Convidamos Hilton para filiar-se ao partido dentro de uma expectativa dele se candidatar ao governo”, confirma o deputado federal que diz ainda que o partido está focado  no seu projeto de ser uma alternativa na política maranhense: “Estamos convidando o povo para esse diálogo, para que ele seja representado e se sinta autor do processo de transformação.”, conta. 

A fala do presidente do PP endossa o coro dado desde a última semana na propaganda partidária política em que ele chega a afirma que o partido irá propor uma “político inovadora” para a sociedade maranhense.

Sobre as alianças políticas Waldir revela que o PP está dialogando com o PSB e PPS e focado no que chama de fazer o dever de casa que é tornar o PP num partido grande: “O PP pode caminhar com outros partidos, mas não pode anular-se diante deles.”, frisa Waldir.

Sobre um possível apoio a candidatura do presidente da Embratur, Flávio Dino (PC do B) nas eleições estaduais, o deputado federal diz não descartar a possibilidade: “Nada contra grupos políticos. Estamos dialogando com os partidos para que se tenha uma alternativa para o Maranhão. Pode ser o PC do B”. Waldir ainda revela que o PP pode viabilizar nomes como o da deputada estadual Eliziane Gama (PPS) e o dele próprio na corrida ao governo ao Palácio dos Leões.

Quanto à permanência do deputado estadual Hélio Soares no partido, que apóia a governadora Roseana Sarney (PMDB) na Assembleia Legislativa, Waldir disse o seguinte: “Detentores ou não de mandatos são menores que o partido. Na hora que o partido deliberar o que vamos fazer, prevalece o sentimento de fidelidade ao partido. Ninguém pode ser maior que o partido”, declarou.

Hélio Soares foi procurado pela equipe de O Imparcial para falar sobre o assunto, mas este não quis falar com a nossa reportagem.

Em relação sobre qual será a principal bandeira do partido, Waldir informa que tem sido a de que o estado não deve ser o maior empregador: “Para que a população não fique dependente”, defende Waldir em tom de campanha e ainda acrescenta ao discurso: “O Eixo condutor das minhas preocupações é a educação.” Waldir que fez carreira na Universidade Estadual do Maranhão finaliza dizendo: “Vamos botar nosso bloco na rua”.

Posicionamento
Sobre a possibilidade de candidatura ao governo do estado, Hilton Gonçalo confirma o convite do PP, assim como outros partidos lhe procuraram para realizar a filiação, porém ele diz que ainda prefere tentar propor a discussão de sua candidatura dentre do sua atual legenda, ideia esta que não foi levada para o debate interno do PDT.

O ex-prefeito de Santa Rita, porém garante que sua candidatura é irreversível e talvez o único que está assumindo com pouco mais de um ano de antecedência, “se não for candidato a governador não serei a mais nada, não tenho perfil de legislativo, se não for para o executivo serei o espectador em 2014”, informa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+ Badge