terça-feira, 21 de maio de 2013

Delegada Quer castrar estupradores no PI


                         
Com o aumento de estupros coletivos registrados ultimamente no estado do Piauí, autoridades locais já defendem abertamente a castração de acusados de estupros.
É o caso da experiente delegada de policia, Vilma Alves. Para ela é preciso uma pena dura para os acusados de estupro, e sugere a castração química.

A posição da delegada com relação aos estupradores no Piauí tem como motivação, os mais recentes casos registrados no estado que chocaram e revoltaram a população piauiense.“Para mim a solução é aplicar uma injeção para que o estuprador fique incapaz, impotente. É uma forma de uma pena atualizada com uma forma de aqueles estupradores impiedosos tenham uma castração química para ao longo da vida ele sentir a pena do ato impensado, hediondo que ele praticou contra uma mulher”,
 defende a Delegada.
Suspeitos de estuprarem garota deficiente de 17 anos, em José de Freitas
Em Curimatá, no sul do Estado, uma jovem de 16 anos e mãe de um bebê de 9 meses foi estuprada e o ex-companheiro da vítima é apontado como o homem que cometeu o crime.
Em Cajueiro da Praia, no litoral, a vítima foi uma mulher de 43 anos de idade. Ela foi arrastada pelos três acusados até a praia onde tudo aconteceu. Eles foram presos e estão na Delegacia de Polícia de Luís Correia.
Já na cidade de Altos, a 48 Km de Teresina, uma mulher de 44 anos foi estuprada e espancada por quatro homens. O delegado Cadena Neto conseguiu prender três dos quatro acusados.
Em José de Freitas uma garota deficiência física e mental, de 17 anos de idade foi estuprada.
Quatro jovens são suspeitos de praticarem o crime. Eles foram identificados como Francisco Alex Lopes, 19 anos; João Batista Silva, de 18 anos; Rafael Siva, 19 anos e um menor de iniciais F. C. F. de 15 anos.
INFORMAÇÕES MEIO NORTE, COM EDIÇÃO DO GI 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+ Badge