segunda-feira, 6 de maio de 2013

Mais de 200 mil eleitores de São Luís podem ficar fora das eleições de 2014


Presidente do TRE garante instalação de postos e pede empenho de demais políticos
Deputado demonstrou preocupação com o volume de eleitores de São Luís,  (DIVULGAÇÃO)Na última semana o deputado estadual Afonso Manoel (PMDB) demonstrou preocupação com o volume de eleitores de São Luís, que até o momento realizaram o recadastramento biométrico. Com um contingente eleitoral de 680 mil, o parlamentar alertou que somente 15% da população apta a votar, tinha realizado o procedimento. 

O destaque chamou a atenção do presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), desembargador José Bernardo Silva Rodrigues, que agradeceu o pronunciamento, pois acaba incentivado os eleitores a fazer o recadastramento biométrico e aproveitou para atualizar o número de cadastrados, “agora já são quase 85 mil eleitores”.

Caso o ritmo seja mantido, em 19 de dezembro, prazo de encerramento do recadastramento, praticamente metade da população da capital pode ficar do processo eleitoral. Uma vez que a média for seguida dos 680 mil atuais, apenas 380 mil estarão recadastrados. O dado assusta e pode trazer grandes impactos ao processo eleitoral. Fora São Luís, mais oito municípios passam pela atualização e juntos somam quase 950 mil eleitores, o que corresponde a 30% do eleitorado total do Maranhão.

José Bernardo explica que foram instalados muitos postos de atendimento: no Tribunal, no Fórum Eleitoral, CSU da Cohab, shoppings, na Assembleia Legislativa, nos Vivas, e que ainda serão instalados no Palácio Henrique de La Roque, na Vale do Rio Doce, na Alcoa, na UFMA, na UEMA, além de utilizar os dois TRE móveis para qualificação de eleitores nas áreas mais distantes, a afim de que a população tenha diversas opções para realizar o recadastramento.

Sobre a Biometria, José Bernardo explica que ela vai fazer para o eleitor mais segurança e que este desenvolva a consciência de que “o coração do processo eleitoral” é o processo de votação: “Ali está a liberdade do eleitor. Ali está a estrutura fundamental do estado democrático de direito. Nós os atores preliminares saímos de cena para que os eleitores principais entrem no palco”, explica o presidente do Tribunal utilizando uma metáfora para destacar a importância do eleitor como protagonista das eleições: “São eles os eleitores, representados por mesários, fiscais, delegados de partidos e candidatos. Aqui você não vai ter promotor, delegado, polícia, funcionário da Justiça Eleitoral, só eleitor”, comenta.

O presidente explicou ainda que com a Biometria o trabalho do tribunal será apenas de demarcação do campo eleitoral, preparando a sala da urna, a urna eletrônica, a relação de mesários e eleitores: “Depois que preparamos tudo isso entregamos para o presidente da seção: Agora a festa é sua, você agora é a maior autoridade. Só vamos lá se chamados.”, finaliza o presidente do TRE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+ Badge