quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Mico: Denúncia de Carcarazinho contra Flávio Dino não tem fundamento legal



Pura fofoca! Foi esse o papelão por que passaram os deputados Roberto Costa e Alexandre Almeida (novos pretendentes a líderes do grupo Sarney), que fizeram o maior estardalhaço dizendo ter uma “bomba” contra seu desafeto político, Flávio Dino.
Mas quem ler o material apresentado ao TRE pelos deputados vai se surpreender: além de ter apenas 2 páginas, na “petição” não se encontra um texto de lei. Nem Constituição, nem lei eleitoral, nem citação de algum jurista, nem nenhuma outra.
Desde domingo, jornais e blogs ligados à família Sarney fazem piruetas, soltam fogos e dão o melhor de si para tentar dar alguma credibilidade aos dois neo-coroneis (da Madre Deus e de Timon, respectivamente).
Sem conseguir apresentar a ninguém a tal “representação” contra Flávio Dino por “campanha antecipada” e “uso de máquina pública”, os dois deputados esperaram até quando puderam para levar o documento ao Tribunal.
               
As “provas” de Carcarazinho são só postagens de blogues pagos pelo governo Roseana. (Clique na imagem para ampliar)
A base que sustenta a incrível petição? Todas as “provas” apresentadas são notícias de blogs da Mirante ou patrocinados pelo governo de Roseana Sarney, como Marco D’Eça, Jorge Aragão e família Caridosa – grandes
juristas, com várias obras publicadas, como todos sabem.
Ou seja, a montanha pariu um rato. Ou: os ratos pariram um rato.
Justiça seja feita: os deputados não queriam entrar com as 2 folhas de papel. Mas foram obrigados pela governadora Roseana Sarney, que teve um de seus conhecidos ataques descontrolados de sinhazinha.
Um vexame desnecessário, que o chefão José Sarney teria evitado, mas, como está doente, tem sido poupado de ver tanta falta de juízo em seu grupo.



                            (Blog do marrapá)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+ Badge