quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Adolescente suspeito de matar seis pessoas, diz que meta é matar 50 até a vida adulta



Policiais que integram a Primeira Companhia do 1º Batalhão da Polícia Militar apreenderam um adolescente de 16 anos. O que chama a atenção é que além da pouca idade o rapaz é suspeito de ter assassinado seis pessoas, entre elas Antoniel de Jesus Medeiros, executado no primeiro dia de outubro. O adolescente foi apreendido no bairro da Vila Mariana, nas proximidades do Coroadinho.

Além das suspeitas das mortes, o garoto teria revelado em depoimento que sua meta é matar 50 pessoas até se tornar adulto. “Eu soube desta informação, mas a delegacia de Homicídios é que está investigando o fato dele ter uma meta de matar 50 pessoas até a vida adulta. Ele pode ter uma lista ou algo assim”, disse o delegado Jalingson Freire, responsável pelo auto de apreensão do rapaz.

Segundo as informações do capitão PM Heldio Pereira, comandante a 1ª Companhia, a prisão aconteceu através ligações anônimas dando conta que o suspeito estava nas proximidades da escola Darcy Ribeiro, de posse de uma pistola. As denúncias indicavam que o menor tinha a intenção de tirar a vida de alguém nas proximidades. “De imediato nos dirigimos para o local e aprendemos o menor de posse com um revólver calibre 38 municiado”, revelou o PM.

O adolescente foi encaminhado para a delegacia do 10º DP no Bom Jesus, e ao ser apresentado ao delgado Jalingson Freire, foi reconhecido como o principal suspeito de ter executado a tiros na última terça-feira (1°), no bairro da Vila Natal, Antoniel Medeiros, 33 anos. Ele ainda baleou Adenilson José de Ribamar, 25 anos. 

O capitão ressaltou que garoto na verdade iria executar Adenilson Ribamar, o “Patatá”, e mais dois homens, conhecidos por “Ronaldo” e “Dendéz”. No tiroteio, Adenilson, que era um dos alvos foi atingido, mas está fora de perigo, porém Antoniel Medeiros, que não tinha nada a ver com a confusão, foi atingido mortalmente. Ronaldo e Dendéz teriam conseguido fugir da confusão sem ferimentos. O delegado informou ainda que o menor foi reconhecido por diversas testemunhas que presenciaram o crime.

A Delegacia de Homicídios está investigando a participação do garoto em mais cinco mortes, entre elas a de Paulo Henrique, conhecido como “Ralf”, morto há duas semana em um local chamado “Polcinha”, na Vila Natal. Após a apreensão, o adolescente foi encaminhado para a Delegacia do Adolescente Infrator (DAI), onde o inquérito será instaurado pela delegada Cassirene Pereira.

(o imparcial)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+ Badge