quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Acidente com ônibus na BR-316 mata dois e deixa 4 feridos

                Motorista e enfermeira
O ônibus da empresa IMPERATUR saiu de Timon com destino à Itinga, na Região Tocantina. Na BR-316, área do município de Codó, por volta da 5h50 da manhã, por ainda  motivos não esclarecidos pela Polícia Rodoviária Federal, o motorista perdeu o controle do veículo e caiu numa ribanceira.
De onde desceu até onde ficou tombado o ônibus se arrastou mais de 70 metros. As imagens de como ficou a lateral impressionam. Apenas 6 pessoas viajavam, quatro ficaram feridas e duas morreram – o motorista e uma passageira.
Quem dirigia era José Ribamar Azevedo Marques, de 40 anos, de Teresina (PI) para onde o corpo será levado. Segundo informações de outros funcionários da Imperatur, ouvidos no local, Zeca, como era chamado, estava na empresa havia 5 meses.
A outra vítima é uma enfermeira de Caxias, com parentes também em Codó (empresário Paiva, do ramo de móveis e eletros), identificada como  Liara Cristina da Silva Paiva,  de 27 anos, que estava indo trabalhar num hospital da região.
De acordo com Francisco Cardoso, sargento do Corpo de Bombeiros de Caxias acionado pela PRF, os dois sofreram várias fraturas e a mulher, que também sacou,  ficou debaixo do ônibus.
                 Ônibus da Imperatur
 “Ele saindo da pista ele virou. O motorista que, provavelmente, estava sem cinto foi deslocado para o lado oposto e foi esmagado, teve o braço amputado, a moça da mesma forma ficou debaixo do ônibus teve que ser tirada através de  escavação”, disse o sargento
Entre os feridos, segundo o médico legista, Cláudio Paz,  que atendeu à todos no Hospital Geral de Codó, só a aposentada Maria Teixeira Vilarinho, de 89 anos de idade, encontrava-se em estado grave.
Quando estivemos no HGM ela estava sendo reanimada por paramédicos do SAMU. Se resistisse deveria ser transferida ainda hoje para algum hospital que recebe casos de alta complexidade.
 “Nossa equipe aqui está trabalhando para que possa conseguir êxito pra salvar a vida dessa senhora, mas é um estado muito grave, foi um acidente gravíssimo”, garantiu o legista
MORRE A TERCEIRA VÍTIMA
O Hospital Geral Municipal  confirmou, por volta do meio dia, a morte da idosa Maria Teixeira Vilarinho. Segundo Dr. Cláudio Paz ele teve fratura exposta numa das pernas (fêmur) e foi vítima de  uma pancada traumática na cabeça, não resistindo aos ferimentos.

Um comentário:

Google+ Badge