sábado, 25 de janeiro de 2014

Neymar “derruba” o presidente do Barcelona

              barcelona
O espanhol Sandro Rosell anunciou a renúncia ao cargo de presidente do Barcelona nesta quinta-feira (23), após a junta diretiva do clube aceitar seu pedido de demissão, feito pela manhã.
Josep Maria Bartolomeu, que ocupava a vice-presidência esportiva, assumirá até o final do mandato, em junho de 2016.
O comunicado ocorre um dia depois de a Justiça espanhola aceitar a denúncia apresentada pelo sócio do Barcelona Jordi Cases, que aponta apropriação indébita de parte do valor da contratação de Neymar.
A transação será investigada, e Rosell confirmou que o caso foi determinante para sua renúncia.
Depois de enumerar os feitos e títulos do clube em sua gestão, assim como a chegada e o sucesso de grandes jogadores nos últimos anos, Rosell se disse injustiçado e confirmou a passagem do cargo para Bartolomeu.
O ex-dirigente fez apenas um comunicado na sala de imprensa do clube, sem responder a perguntas dos jornalistas.
“Eu e minha família estamos sofrendo ataques que me fizeram pensar se vale a pena continuar no comando desse time. Tenho recebido criticas injustas contra mim. A transferência de Neymar foi correta. Mas há cláusulas de confidencialidade que devemos respeitar”, afirmou o agora ex-presidente. “Não queremos que as críticas afetem a imagem do clube, então acho que essa é a hora de colocar um fim a minha gestão. Por isso, apresento minha demissão, de caráter irrevogável.”
Josep Maria Bartolomeu também fez uma declaração como novo presidente do clube e exaltou o antecessor, afirmando que Rosell tem “total apoio” do clube.
Sob o comando de Rosell, o Barcelona conquistou uma Liga dos Campeões e um Mundial de Clubes (2011), dois Campeonatos Espanhóis (2011 e 2013), uma Copa do Rei (2012), uma Supercopa europeia (2011) e três Supercopas da Espanha (2010, 2011 e 2013).
O Barcelona alega que pagou 57 milhões de euros para contratar Neymar (veja gráfico abaixo). Segundo apuração do jornal El Mundo, o brasileiro custou na realidade 95 milhões de euros, 38 milhões a mais que não foram justificados pelo clube.
A denúncia envolve a suspeita no pagamento de 40 milhões de euros para a empresa N&N, que tem como um dos donos o pai do jogador brasileiro.
INOFORMAÇÃO UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+ Badge