sábado, 8 de fevereiro de 2014

Revoltados, "justiceiros" lincham e matam nas ruas suspeitos de crimes. Relembre casos marcantes

Nas últimas semanas, dois casos de “justiceiros” ganharam repercussão no Brasil. Em um
deles, um homem é executado em plena luz do dia. Em outro, um adolescente é deixado nu, amarrado a um poste e espancado. A ação de pessoas que buscam se vingar de suspeitos de crimes criou debates nas redes sociais. Discursos de internautas parabenizam agressores, outros denunciam violações de direitos humanos e cobram resposta do Estado. Veja a seguir alguns desses episódios
                                                 Foto: Reprodução/Rede Record
O caso mais recente, que gerou polêmica, foi o de um adolescente de 15 anos que foi preso a um poste, deixado nu e agredido por um grupo de homens, no Flamengo, zona sul do Rio. Ele e outros dois colegas seriam suspeitos de ter roubado bicicletas na região. À polícia, o rapaz disse que foi atacado com capacetes, rasteiras e joelhadas por cerca de 30 pessoas. Uma artista plástica postou fotos do adolescente no Facebook. A apresentadora do SBT Rachel Sheherazade fez um comentário dizendo que a atitude dos agressores "é compreensível" e, nas redes sociais, dividiu opiniões sobre fazer justiça com as próprias mãos 
no Rio de Janeiro, dessa vez em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, Igor de Oliveira Falcão, de 20 anos, aparece em um vídeo sendo executado no meio da rua. Ele seria um assaltante da região. As imagens são fortes e mostram o jovem ajoelhado, segurado por outras pessoas. Em seguida, uma moto para ao lado e o garupa atira na cabeça da vítima. O caso aconteceu no dia 23 de janeiro. A Justiça do RJ decretou a prisão temporária do homem que aparece atirando no rapaz
Outro caso de linchamento acabou com a morte do motorista de ônibus Edmilson dos Reis Alves, de 60 anos, na zona leste de São Paulo, no fim de 2011. Ele perdeu o controle da direção após passar mal e o veículo atingiu vários carros e motos estacionados em frente a um bar. Frequentadores de um baile funk que acontecia no local suspeitaram que o condutor estivesse embriagado, invadiram o ônibus e agrediram o homem até a morte. Três envolvidos foram identificados, sendo que dois deles confessaram participação no crime e foram indiciados

Com uma faca de cozinha, um homem tentou assaltar passageiros de um ônibus em Porto Alegre (RS), em setembro de 2013. Alguns deles eram homens da Marinha, que estavam na cidade a passeio, e reagiram. O grupo saiu do coletivo e agrediu o criminoso, que acabou preso

 Em fevereiro de 2012, o economista Rene Gondim viu o vidro do carro dele ser quebrado por um assaltante, na região central de São Paulo. Ele correu e conseguiu imobilizar o homem por cerca de meia hora até a chegada da Polícia Militar. Uma pessoa que passava pelo local filmou tudo. No vídeo, Gondim se mostra irritado e chega a dar tapas no rapaz, mas é acalmado por uma senhora
Foto: Reprodução/Rede Record
Em Ceilândia (DF), um homem de 31 anos, suspeito de estuprar uma menina de sete anos, foi linchado em dezembro de 2012 por vizinhos da família da vítima. De acordo com a polícia, ele invadiu o apartamento, onde a menina estava sozinha, abusou sexualmente dela e ficou dormindo nu na cama. Quando a mãe retornou, viu a cena e saiu de casa com a criança. O suspeito tentou fugir e acabou sendo agredido por um grupo de pessoas. Ele foi preso e mesmo não tendo confessado o crime, permaneceu na cadeia. Os laudos apontaram que houve estupro




                                                     

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+ Badge