quarta-feira, 11 de junho de 2014

PDT Nacional confirma apoio à candidatura de Flávio Dino no Maranhão

                               O Impacial
      Dirigentes do PDT receberam a visita da presidente Dilma durante a convenção, que ratificou apoio a petista e a Flávio Dino no Maranhão
 (Divulgação
)
Acabou a indefinição! O PDT vai apoiar Flávio Dino na disputa pelo governo do estado, mesmo sem indicar a vaga de vice-governador, esta dada para o PSDB. Além disto, ficou certo que o partido caminhará com a presidente Dilma Rousseff na disputa pela reeleição. A decisão saiu na tarde de ontem, durante a convenção do partido em Brasília. O presidente do diretório nacional, Carlos Lupi, foi o responsável por fazer o anúncio.

“Já está resolvido: o PDT reafirma seu apoio ao pré-candidato Flávio Dino”, anunciou o ex-ministro do Trabalho. A decisão veio, após várias investidas do pré-candidato ao governo pelo PMDB, Lobão Filho, que chegou a oferecer a vaga de vice-governador ao partido e também do pedetista, Hilton Gonçalo, que se mantinha pré-candidato ao governo.

Julião Amim, presidente estadual do PDT, disse que a decisão representa “um desejo da população maranhense, um desejo de participação na oposição”, afinal desde 1982 os pedetistas caminham nesse campo político no Maranhão.

O dirigente estadual fez questão de ressaltar que não há contra Lobão Filho, mas a “história do PDT deveria ser respeitada e mantida ao lado do trabalhador”. Quanto a Hilton Gonçalo, Julião destacou a importância do companheiro de partido e o classificou da seguinte forma: “o Hilton é uma das maiores expressões do partido, vamos contar com ele nessa caminhada”, completou.

A decisão do PDT foi muito comemorada por dirigentes também do PCdoB, “recebemos com muita alegria e renovada confiança na vitória do povo maranhense, nessa luta democrática por um Maranhão de justiça e oportunidades para todos. Uma decisão que confirma, reafirma, história de lutas do PDT. Um largo passo para a vitória que virá com nossa unidade”, exaltou Márcio Jerry, presidente do PCdoB no Maranhão.

Para Lobão Filho, ele já tinha anunciado, que caso o PDT não decidissem apoia-lo, ele não poderia considerar como uma perda, afinal seu grupo político nunca contou com a legenda, mas dessa vez estava querendo oferecer um espaço que foi negado na oposição.



Sem a vaga de vice-governador, o PDT agora pode indicar o primeiro suplente de senador do pré-candidato a Roberto Rocha (PSB). Por enquanto não se fala em nomes, mas já se especula que Deoclides Macedo ou Márcio Honaiser possam vir a ocupar esse cargo.

PT volta a pauta

Com a definição do PDT de seguir com Flávio Dino, mais uma vez a vaga de vice-governador na chapa de Lobão Filho fica em aberto e o PT volta a surgir como forte candidato, uma vez que ganharia maior robustez o palanque da presidente Dilma com membros de dois partidos aliados, diferente dos outros nomes especulados Victor Mendes (PV) e Ildon Marques (PMN), pois estes dois partidos terão candidatos diferentes na disputa presidencial.

O nome indicado pelo PT para formar a chapa com Lobão Filho foi o de José Antônio Heluy, que continua se articulando e trabalhando para que a executiva nacional, atenda o desejo do diretório estadual e o libere para concorrer ao cargo de vice-governador.

Heluy lembra que para um engajamento total da militância petista na candidatura de Lobão Filho é necessário que o partido mantenha sua representatividade, indicando o vice-governador, caso contrário, fica uma chapa “estranha”.

Lobão Filho já se mostrou interessado em ter José Heluy como componente de chapa, mas aguarda decisão do diretório nacional para anunciar sua composição, o que deve ocorrer somente dia 27 de junho, durante a convenção estadual do PMDB no Maranhão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+ Badge