terça-feira, 12 de agosto de 2014

Denúncia envolve doleiro Youssef com o Governo do Maranhão

                          O Imparcial
                         
Reportagem do Jornal Nacional que foi ao ar na noite desta segunda acusou integrantes do Governo do Maranhão de receber propina para consolidar o pagamento de um precatório no valor de R$ 120 milhões à construtora Constran.

Segundo a matéria, o doleiro Alberto Yousssef foi chamado pela construtora para intermediar o pagamento. Pelo trabalho ele teria recebido R$ 12 milhões. E os integrantes do governo teriam ficado com R$ 6 milhões.

O doleiro é acusado de envolvimento em lavagem de dinheiro e com fraudes na esfera do governo federal. Foi preso pela Operação Lava-Jato, da Polícia Federal, em São Luís.

As informações, segundo a reportagem, foram repassadas na ultima quinta-feira à Polícia Federal do Paraná pela ex-contadora da empresa de Youssef, Meire Bonfim da Silva Poza. Na ultima semana a revista Veja publicou longa reportagem sobre revelações dela em casos de corrupção envolvendo esferas do governo federal.

À produção do Jornal Nacional, o Governo do Maranhão afirmou pagar os precatórios à Constran, em várias parcelas, em operação realizada dentro da legalidade. E disse desconhecer pagamento de propinas para servidores. Os funcionários do governo que foram citados não se pronunciaram na reportagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+ Badge