sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Brasileiro preso na Indonésia deve ser executado em fevereiro

                   Além de Rodrigo Gularte, a lista inclui cidadãos da Austrália, França, Filipinas, Gana e Espanha. As autoridades já preparam a prisão na ilha de Nusakambangan
O nome do brasileiro Rodrigo Gularte apareceu em uma lista de 11 prisioneiros que serão executados pelo governo da Indonésia, divulgada na quarta-feira (28/1). As autoridades já preparam a prisão na ilha de Nusakambangan, em Cilacap, onde deve ocorrer a execução, em fevereiro. A data, no entanto, ainda não foi divulgada. Além do brasileiro, a lista inclui cidadãos da Austrália, França, Filipinas, Gana e Espanha. As informações são do The Jakarta Post.

Gularte foi preso em 2004 tentando entrar no país com 6 quilos de cocaína dentro de pranchas de surfe. A família dele tenta impedir a execução. Em entrevista ao "Fantástico" da TV Globo, uma prima disse por e-mail que o brasileiro está enlouquecendo na prisão. Ela tenta um laudo de autoridades da Indonésia constatando que o primo sofre de esquizofrenia. O diagnóstico poderia salvar o homem, já que a Indonésia não executa pessoas com doenças mentais. No entanto, todos os pedidos de clemência pedidos até agora foram negados.

No início do mês o governo indonésio executou o brasileiro Marco Archer, condenado em 2004 por tentar entrar na Indonésia com 13,4 kg de cocaína escondidos em tubos de uma asa-delta. Na ocasião, ele confessou ter recebido US$ 10 mil dólares para levar a droga do Peru, com conexão em São Paulo. Ele foi o primeiro brasileiro executado no exterior.
O Imparcial

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+ Badge