quarta-feira, 15 de julho de 2015

Polícia e delegado negam ação de motoqueiro fantasma em Teresina

                 
O delegado titular da Delegacia de Homicídios em Teresina, Francisco Costa, o Bareta, desmentiu o boato sobre homem que se identifica como “motoqueiro fantasma” e estaria circulando pelas ruas de Teresina(PI), à noite, para matar assaltantes fazendo justiça com as próprias mãos. O delegado garante que não há nenhum registro deste caso, e afirma que caso apareça, irá ‘exorcizar’ o responsável.

“Não tem nenhum registro na delegacia. Nós trabalhamos com todos e não estou sabendo de nada de motoqueiro fantasma. Se ele aparecer eu exorcizo e prendo. Eu tiro ele do abstrato e levo pro concreto”, declarou o delegado.

O boato começou após uma postagem que diz que o suposto “motoqueiro fantasma” começou a atuar no dia cinco deste mês. “Ele só aparece durante a noite numa moto possante, prende assaltantes, evita arrombamentos e, por último, matou um bandido em um posto de gasolina[…] Muito se tem especulado sobre a identidade do motoqueiro fantasma. Alguns dizem que ele é estudante de direito e outros que seria um policial militar”, diz a publicação.

O delegado Francisco Costa, o Bareta, acrescenta que crime ao qual se refere a publicação, um homicídio ocorrido no último dia 5 em um posto de combustível na avenida União, zona Norte de Teresina (veja aqui) já foi solucionado e o suspeito está preso. “Esse crime foi elucidado. Ali foi um assalto a pessoa reagiu ao assalto e atirou nele e inclusive já prestou depoimento na delegacia”, completou o delegado.

A Polícia Militar do Estado do Piauí afirmou, através da assessoria de imprensa, que a PM não reconhece o fato e que não existe desconhecidos evitando crimes em Teresina. “Isso é só mais uma daquelas histórias que aparecem na internet e vira meme, aí todo mundo compartilha”, esclareceu o Major Etevaldo ao site local ‘Portal O Dia’.

A notícia do “motoqueiro fantasma” foi parar nas redes sociais e no Facebook, a postagem superou os 16 mil compartilhamentos em apenas duas horas. Nos comentários é quase unânime a aprovação popular e o homem chega a ser chamado de “justiceiro” pelos internautas que saem em defesa da atitude.
                            

                                    Cidade Verde e Jhon Cutrim

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+ Badge