segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Lagoa Grande e mais 29 municipios vão ser beneficiada por abastecimento de ‘Água pelo o Plano Mais IDH em 2016

.                            AGUA
O Governo do Estado, através da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema), vai beneficiar os moradores das 30 cidades contempladas no Plano Mais IDH, por meio do programa ‘Água para Todos’.

Segundo o presidente da Caema, Davi Telles, o programa ‘Água para Todos’, lançado em junho de 2015, tem o objetivo de garantir água nas torneiras possibilitando mais saúde e qualidade de vida aos maranhenses. A previsão é que os sistemas sejam inaugurados entre março e outubro de 2016. “Para amenizar o problema histórico de falta d’água que afeta milhões de pessoas, foram destinados recursos na ordem de R$ 270 milhões. Paralelamente, o projeto investe no remanejamento da adutora Italuís com reforço de vazão de mil litros, aumentando em 75% o fornecimento de água na capital. O governador Flávio Dino tem dado atenção especial a esse programa”, explicou Davi Telles.

O presidente afirmou também que nesta primeira etapa serão perfurados poços emergenciais nos municípios de Aldeias Altas, Afonso Cunha, Amapá do Maranhão, Conceição do Lago Açu, Lagoa Grande do Maranhão, Belágua e Brejo de Areia. Até o fim de 2016, todas as 30 cidades terão seu próprio sistema de abastecimento de água.

Na capital serão instalados poços e implantados sistemas de abastecimento de água. Em São Luís, já foram perfurados poços no Outeiro da Cruz, Bairro de Fátima, Vila Passos, Monte Castelo e Praça da Misericórdia. Estão previstos também poços de grande vazão na área do Sistema Sacavém/Batatã, responsável pelo abastecimento do Centro; e na área do Sistema Paciência, que atende as regiões Cohab/Cohatrac.




Outras ações
A Caema também está trabalhando no sistema de saneamento do Maranhão, através do Programa Mais Saneamento. Até agosto de 2016, serão retirados os pontos de lançamento de esgoto nos rios Claro e Pimenta para promover melhorias nas praias da capital, onde os rios despejam esgoto não tratado.

Já na Lagoa da Jansen, na primeira etapa dos serviços concluída em novembro, foram retirados 12 dos 27 pontos de lançamento de esgoto. A segunda etapa está prevista para ser finalizada em abril de 2016, resultando na completa eliminação dos pontos de esgoto da Lagoa da Jansen.

Entre os meses de maio e julho de 2016 serão implantados sistemas de esgotamento sanitário nos bairros do Vinhais, Bacanga, Anil, São Francisco e na cidade de Itapecuru-Mirim, para promover a melhoria das condições sanitárias, conservação dos recursos naturais e eliminação dos focos de poluição.

Sistema Italuís
Um problema antigo na cidade é o rompimento da adutora do sistema Italuís no trecho do Campo de Perizes, devido ao desgaste da adutora antiga, que sofre com salinização e oxidação. Em fase final de execução, está sendo implantada uma estrutura metálica que vai permitir a travessia da tubulação sobre o Estreito dos Mosquitos, que separa a Ilha de São Luís do continente. A adutora receberá um reforço de vazão, a ser implantado no quilômetro 22 do Sistema Italuís. Com um diâmetro maior, a nova adutora eliminará a possibilidade de rompimentos e permitirá o aumento da vazão de água bombeada em 200 litros por segundo.
Blog dos Leões

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+ Badge