quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Assassinato do ex-prefeito de Barra do Corda é um mistério


                                    Nenzim
A Polícia Civil do Maranhão trabalha em pelo menos três frentes de investigação para elucidar tão logo o assassinato do ex-prefeito de Barra do Corda, Manoel Mariano de Sousa, o ‘Nenzin’, de 79 anos, ocorrido na manhã desta quarta-feira(06), quando se encontrava em companhia do filho Nenzin Júnior, ex-candidato a prefeito do município.

Primeiro, a polícia investigará se o homicídio por um tiro na nuca e no pescoço, possui motivação por questões políticas da região, nesse caso, a hipótese é que tenha sido encomendado. Já se sabe que pelo menos duas pessoas participaram do assassinato, uma que fez os disparos e outra que dirigiu o veículo utilizado no crime.

Segundo, a linha de investigação atuará na apuração de possível ato de vingança, vez que um dos seus filhos, o empresário Pedro Teles – que está foragido – possui intensas desavenças na cidade e municípios circunvizinhos. Inclusive, foi condenado em primeiro e segundo grau pela Justiça maranhense por ter encomendado a morte do trabalhador rural Miguel Pereira Araújo, o Miguelzinho, que teria invadido terras do empresário em Barra do Corda.

Por último, a polícia também investigará o envolvimento do ex-prefeito em agiotagem, essa linha de apuração é bem mais complexa.

– Investigação 

O secretário da Segurança, Jefferson Portela, embarcou ainda nesta manhã para o município cordino afim de acompanhar in loco as investigações. Também irão atuar no caso o Delegado Geral de Polícia Civil, Leonardo Diniz e equipes da Superintendência de Polícia Civil do Interior (SPCI), que tem à frente o delegado Dicival Gonçalves, e ainda especialistas da Delegacia de Homicídios para auxiliar o Delegado Regional de Barra do Corda, Renilton da Silva Ferreira nas investigações sobre a morte do pai do deputado estadual Rigo Teles.

– Execução?

Nenzin chegou ser levado para o Hospital Macroregional, o chamado Socorrão, mas não resistiu. O ex-prefeito e o filho Mariano Júnior (Nenzin Jr), que concorreu nas últimas eleições para prefeito do município e ficou em segundo lugar, estavam saindo do residencial Moradas do Rio Corda, para a fazenda da família, em uma caminhonete, quando o ex-prefeito pediu para urinar. No momento que desceu, foi atingido por disparos.

A possibilidade de latrocínio – roubo seguido de morte – está, por tempo, descartada, uma vez que não foi levado qualquer pertence da vítima.

FONTE: http://www.domingoscosta.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+ Badge