quarta-feira, 5 de junho de 2019

Morte de meninas maranhenses no Chile causa comoção em Bacabal

Isadora Bringel e Khálida Trabulsi, de 7 e 3 anos de idade — Foto: Divulgação
Moradores do município de Bacabal, estão comovidos com a morte das meninas Khálida Trabusli Lisboa e Isadora Bringel, que foram atingidas por fragmentos de rocha durante um passeio com a família no Chile, na última segunda (2).
Comovidos, os moradores do município estão prestando toda a solidariedade as famílias das vítimas. A direção do Colégio Reis Magos, escola onde as duas crianças estudavam, suspendeu as aulas. Em sinal de luto, uma bandeira preta foi fixada na entrada da escola.
Muito abalados, as famílias das duas meninas ainda tentam assimilar a morte das crianças. O tio de Khálida, Rachid Trabusli, disse que a ficha ainda não caiu para a família, que ainda não tem condições de dar mais declarações sobre o assunto.
''A pessoa que sai para passear, para se divertir, vai o pai, a mãe e ela está gestante e de repente, acontece essa tragédia que até agora não caiu a ficha para todos. E não vai cair assim''

A Prefeitura de Bacabal emitiu uma nota de pesar por conta da morte das crianças. A nota assinada pelo prefeito Edvan Brandão Farias, demonstra solidariedade as famílias e direciona as orações as famílias.
"Cumpre a mim, com tristeza, emitir em nome do povo bacabalense esta nota de pesar rogando à Deus para que permita aos familiares e amigos a força necessária para enfrentar esse momento de dor. Em nome dos bacabalenses, envio meu abraço e direciono as orações pedindo a Deus que possam confortar as famílias", disse o prefeito.
                      Com mais de 100 mil habitantes, moradores de Bacabal estão comovidos com a morte das meninas maranhenses no Chile. — Foto: Reprodução/TV Mirante
                                         Fonte:G1


Nenhum comentário:

Postar um comentário