sábado, 29 de fevereiro de 2020

Maranhão descarta um dos casos suspeitos de coronavírus em São Luís

Imagem de microscópico mostra o novo coronavírus, responsável pela doença chamada Covid-19 — Foto: NIAID-RML/AP
A Secretaria Municipal de Saúde de São Luís (SEMUS) descartou, no fim da manhã deste sábado (29), um dos dois casos suspeitos do novo coronavírus na capital maranhense. O caso é o da paciente que estava em observação na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Vinhais. O caso não chegou a ser reconhecido oficialmente como suspeito pelo Ministério da Saúde.
A paciente que teve quadro clínico descartado é uma mulher de 49 anos, que, recentemente, esteve na Itália e apresentou comprometimento respiratório com sintomas como febre alta, tosse e cansaço progressivo.
Coronavírus: veja perguntas e respostas sobre o Covid-19
A secretaria ainda trata como suspeito um segundo caso identificado na UPA do Itaqui-Bacanga, também em São Luís. A paciente é uma jovem de 22 anos que relatou ter passado por países como China, França e Japão, onde foram identificados casos da doença. A paciente chegou em São Luís há quatro dias e apresenta sintomas como dispneia e tosse seca. Esse caso também não foi reconhecido oficialmente como suspeito pelo Ministério da Saúde.

Os resultados iniciais das amostras coletas pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Maranhão (LACEN-MA) saem em até uma semana. O laudo do Lacen já apontou negativo para H1N1 e influenza. Com isso, novas amostras serão encaminhadas, ainda neste sábado (29), para o Instituto Adolfo Lutzz, em São Paulo, que é um dos laboratórios referência do Ministério da Saúde.


Em nota, a Secretaria de Estado da Saúde do Maranhão explica que a paciente com quadro clínico descartado foi diagnosticada com vírus Influenza A (gripe). Veja, abaixo, a nota na íntegra:
"A Secretaria de Estado da Saúde (SES) reforça que a rede estadual está preparada e com protocolos de atendimentos definidos para o enfrentamento do novo coronavírus. Até o momento, a SES informa que possui um caso suspeito do coronavírus no Maranhão e um caso já descartado, que permanece em monitoramento na rede estadual.
O caso suspeito de coronavírus identificado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Vinhais foi descartado. Atualmente, a paciente permanece em monitoramento no Hospital Dr. Carlos Macieira, com diagnóstico confirmado para Influenza A.
O caso suspeito de coronavírus continua monitorado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Itaqui-Bacanga. A paciente encontra-se em isolamento na unidade.
Após a coleta da amostra para exame, o Laboratório Central de Saúde Pública do Maranhão (LACEN-MA) enviou o material, conforme protocolo, para o Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo.
Perfil da paciente diagnosticada com Influenza A
  • Mulher, de 49 anos, procedente da região Lombardia (Itália).
Perfil da paciente suspeita de Coronavírus
  • Mulher, de 22 anos, procedente de Tóquio e Wakayama (Japão)."

Protocolo de atendimento

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) afirmou ainda que está adotando as medidas previstas no Plano de Contingência para o COVID-19 no Maranhão, elaborado em conformidade com o Plano de Contingência Nacional e Gestão de Riscos.
O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, explicou que o governo do Maranhão está preparado e com protocolos de atendimentos definidos para lidar com os casos suspeitos da doença.
“O plano de contingência foi elaborado para responder às necessidades locais para minimizar o avanço da doença, caso haja introdução do vírus no estado. As ações definidas pelo plano orientam os serviços de saúde da rede estadual, que está preparada para o atendimento e em conformidade com as diretrizes nacionais propostas pela Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde”, destaca o secretário.

'Não há razão para pânico'

Na manhã deste sábado (29), o Prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior, se manifestou por meio das redes sociais sobre os casos suspeitos de Coronavírus em São Luís. Segundo o prefeito não há razão para pânico, pois os dois pacientes estão sendo monitorados pela equipe estadual de Saúde. Além disso, a Vigilância Epidemiológica Municipal já deu início ao “levantamento e monitoramento das pessoas que tiveram contato com os casos suspeitos”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário