segunda-feira, 15 de julho de 2013

Com Mané Garrincha lotado, Flamengo vence o Vasco

                             
NO CLÁSSICO CARIOCA: Na primeira vez em que se enfrentaram fora do Rio numa partida oficial, Vasco e Flamengo disputaram neste domingo um clássico de muito público, muita correria e pouco futebol. O time rubro-negro venceu por 1 a 0, gol de Paulinho, saiu da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro e ofereceu seu lugar ao Vasco, que agora ocupa a 17ª posição. Mais de 60 mil pessoas pagaram ingresso para ver a dupla carioca em ação no Mané Garrincha, em Brasília.
                                    


A estreia de Dorival Junior no comando do time do Vasco só serviu para alertar o próprio técnico de que a tarefa pela frente vai ser árdua. É clara a falta de qualidade, e também de opções na equipe.
Já Mano Menezes ganhou o confronto graças ao domínio absoluto do Flamengo no primeiro tempo, com a movimentação constante de seus laterais e principalmente dos atacantes.
O goleiro Diogo Silva teve de se desdobrar para evitar o gol do Fla. Fez duas defesas difíceis em finalizações de Carlos Eduardo e Marcelo Moreno. E até mesmo no gol de Paulinho, aos 29 minutos, o goleiro se saiu bem, ao se atirar aos pés de Elias e impedir a conclusão inicial. Mas, na sequência da jogada, a bola sobrou para Paulinho, livre, abrir o placar.
O Vasco não tinha quem criasse lances de perigo e ficava refém da marcação do Flamengo. Tentou duas vezes, com Fellipe Bastos, superar o goleiro Felipe em cobranças de falta distantes da área. Mas a bola passou longe do gol.
Para o segundo tempo, o técnico Dorival Júnior fez substituições que não surtiram efeito. O Vasco tentou atacar pelas laterais, mas esbarrava nos erros de passes. O Flamengo recuou um pouco, o que, no entanto, não deixou a meta de Felipe em perigo, tal a incapacidade do ataque vascaíno em produzir jogadas mais consistentes.
O jogo ficou truncado, sem lances interessantes, o que se expressava no quase silêncio do público que lotou o Mané Garrincha. Felipe praticamente não teve trabalho e até mesmo Diogo Silva, destaque no início da partida, não foi exigido na etapa. Os dois times arriscavam muitos chutes de fora da área, principalmente o Flamengo, mas a pontaria deixou a desejar.
"Essa foi a vitória com a cara do Flamengo. Trabalhamos muito para abrir o placar e depois para evitar o gol de empate. Deu tudo certo", declarou o atacante Marcelo Moreno. Já o vascaíno Pedro Ken disse que a chegada do veterano Juninho Pernambucano vai mudar o ambiente em São Januário. "Ele, com sua experiência, vai ajudar o técnico Dorival a arrumar bem o time", disse.
FICHA TÉCNICA:
VASCO 0 X 1 FLAMENGO
VASCO - Diogo Silva; Nei, Renato Silva, Rafael Vaz e Wendel; Sandro Silva, Fellipe Bastos (Dakson), Pedro Ken e Allison (Edmilson); Éder Luís e André (Tenório). Técnico - Dorival Junior.
FLAMENGO - Felipe; Leonardo Moura, Wallace, González e João Paulo; Cáceres, Elias, Gabriel (Val) e Paulinho (Rafinha); Marcelo Moreno e Carlos Eduardo (Nixon). Técnico - Mano Menezes.
GOL - Paulinho, aos 29 minutos do primeiro tempo.
ÁRBITRO - Grazianni Maciel Rocha (RJ).
CARTÃO AMARELO - Sandro Silva, Wendel, Cáceres, Nei e Rafael Vaz.
RENDA - R$ 4.071.170,00.
PÚBLICO - 61.767 pagantes.

LOCAL - Estádio Mané Garrincha, em Brasília. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+ Badge