domingo, 26 de janeiro de 2014

No Maranhão quando a justiça não solta os bandidos, eles sai pela a porta da frente

                         do G1 MA
             

               Eles saíram pela porta da frente da unidade, aproveitando horário de visita.
                     Em Pedreiras, dois detentos fugiram do presídio do município.

                      
Em Porto Franco, a 700 km de São Luís, três presos abriram um buraco na parede, na área do banho de sol, e saíram pela porta da frente da delegacia, aproveitando a movimentação no horário de visita. A polícia divulgou as fotos dos três fugitivos.
Ernande Menezes Milhomem, Nilton Ferreira Passos e outro suspeito, identificado por Maiano, estão foragidos desde a última terça-feira. Eles tinham sido presos na cidade de Estreito, a 125 km de Imperatriz, por latrocínio, assalto e homicídio, e encaminhados à cidade de Porto Franco, que também não dispõe de presídio e os detidos ficam custodiados nas dependências da delegacia.

O buraco feito pelos presos já foi tapado com cimento, mas a fragilidade na unidade ainda é visível. Apesar da cerca elétrica, o muro é baixo e não há monitoramento eletrônico. Após a fuga, houve transferência de três presos para Imperatriz. Ainda assim, as celas continuam superlotadas. O ambiente é pequeno, sem condições mínimas de higiene.

Cinquenta e um internos dividem as cinco celas, enquanto a capacidade máxima seria de metade dos presos.Além do problema da superlotação e da falta de estrutura física, outro agravante é que ficam apenas um monitor e um investigador por plantão na delegacia de Porto Franco.

O delegado regional de Imperatriz, Assis Ramos, informou que a delegacia de Porto Franco será reformada, e que a obra, que será feita pela prefeitura do município, deve começar em fevereiro.

Pedreiras
No município de Pedreiras (a 245 km da capital), dois presos fugiram do presídio por volta das 12h35 dessa sexta-feira (24). Maciel Roque dos Santos não conseguiu concretizar a fuga. Foi recapturado por agentes de penitenciários logo na saída da unidade prisional. Já Manoel Gomes da Silva continua foragido. As informações foram confirmadas pela assessoria de comunicação da Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária (Sejap).

Túnel em Imperatriz
Por meio de nota, a Sejap afirmou também que, durante vistoria, agentes penitenciários e monitores descobriram um túnel na cela 12 do Centro de Custódia de Presos de Justiça (CCPJ) de Imperatriz, impedindo a fuga de outros detentos. Os presos que estavam na cela foram levados para outro espaço na mesma unidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+ Badge