quinta-feira, 29 de maio de 2014

Baixarias e ataques tiram quase cinco pontos percentuais de Edinho Lobão

           Maranhão da Gente
  Entre uma pesquisa e outra, Edinho adotou uma postura de campanha agressiva, com fortes ataques ao seu principal adversário, o pré-candidato Flávio Dino (PCdoB).
                          1797367_639465382801356_2758642594117877186_n
A estratégia de baixarias e ataques, inclusive pessoais, adotada pelo pré-candidato de Edinho Lobão (PMDB) — além de ações no STF (Supremo Tribunal Federal) e TSE (Tribunal Superior Eleitoral) — lhe custou quase cinco pontos percentuais na corrida eleitoral.
Na pesquisa Exata/TV Guará divulgada no último dia 8, o peemedebista aparecia com 23% das intenções de votos. Na pesquisa Amostragem/Jornal Pequeno divulgada hoje ele aparece com 18,9% — queda de aproximadamente 20%.
Entre uma pesquisa e outra, Edinho adotou uma postura de campanha agressiva, com fortes ataques ao seu principal adversário, o pré-candidato Flávio Dino (PCdoB). Aplaudiu agressões familiares descabidas, ofereceu recompensa por dossiês durante entrevista recheada de palavrões e vociferou até contra aliados.
O festival de baixarias também lhe rendeu acréscimo no quesito rejeição. Na pesquisa Exata/TV Guará do dia 8, o índice era de 38%, próximo do teto de viabilidade eleitoral de 40%, adotado pela maioria dos analistas políticos. No levantamento de hoje ele chegou a 38,77%.
Como a margem de erro da pesquisa é de 2,66 pontos percentuais, Edinho pode ter extrapolado o teto e inviabilizado sua eleição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+ Badge