terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Dois linchamentos são registrados em poucas horas em São Luís

                  http://imirante.com/oestadoma/imagens/2016/02/22/
Maranhão viveu cenas de horror em 2015, com mais de 20 casos de linchamento no estado. Neste ano, o cenário não mudou. Apenas no domingo (21), foram registrados dois casos de linchamento apenas da Região Metropolitana de São Luís.

Um dos casos ocorreu na Praia do Olho d'Água, em São José de Ribamar. O homem agredido, que permanece sem identificação no Instituto Médico Legal (IML), no Bacanga, teria sido espancado na tarde de ontem. A motivação do crime ainda não foi revelada e os suspeitos ainda não foram identificados.

Em imagens da vítima, que já foi encontrada sem roupas pela Polícia Militar, é possível ver que o homem foi agredido principalmente na cabeça. Os agressores usaram, sobretudo, pedras para o espancamento.

Estupro

O outro caso ocorreu horas antes, ainda durante a manhã, no Residencial Nova Terra, também em São José de Ribamar. Segundo a polícia, populares teriam linchado até a morte Dulcivaldo dos Santos Pinheiro, de 31 anos, sob suspeita de ter estuprado uma mulher, de nome ainda não revelado, que possui problema na visão.

Segundo informações da polícia, os suspeitos teriam desferido golpes de faca, socos no rosto, pauladas e até mesmo tijoladas. Dulcivaldo Pinheiro morreu no local.


                    http://imirante.com/oestadoma/imagens/2016/02/21/
Relatório

Segundo relatório divulgado pela Sociedade Maranhense de Direitos Humanos (SMDH), pelo menos uma pessoa morreu por mês na Região Metropolitana de São Luís vítima de linchamento em 2015. Foram 12 casos de espancamentos que acabaram em morte das vítimas. No Maranhão todo foram 22 casos, com 25 mortes (em três casos duas pessoas morreram ao mesmo tempo). Os números foram levantados somente até novembro do ano passado.
              http://imirante.com/oestadoma/imagens/2015/07/28/

O caso mais emblemático desse tipo de violência foi o que acabou com a morte de Cleidenilson Pereira da Silva, o Xandão, de 29 anos, que foi espancado até a morte e amarrado com cordas em um poste, no Jardim São Cristóvão, no dia 6 de julho de 2015. O crime repercutiu no país inteiro e oito pessoas foram indiciadas por homicídio triplamente qualificado e tentativa de homicídio. Todas foram presas, mas após habeas corpus estão respondendo pelo processo em liberdade.
Estado

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+ Badge