terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Suplente matou vereador eleito para ficar com vaga na Câmara

Zé Bode é suspeito de mandar matar Zé da Farmácia para ocupar seu lugar na Câmara
Motivações políticas foram os fatores que ocasionaram no assassinato do vereador eleito César Augusto Miranda, conhecido como Zé da Farmácia, que aconteceu no dia 7 de dezembro, no município de Godofredo Viana (850 km de São Luís). O suplente dele, José Gomes da Silva, o Zé Bode, foi preso acusado de ser o mandante do crime, pois ele queria assumir a vaga da vítima na câmara municipal da cidade.

A prisão dele aconteceu na manhã de ontem no município de Godofredo Viana, por meio de uma operação conjunta entre as polícias Civil e Militar. Durante a tarde, Zé Bode foi trazido para a sede da Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP), em São Luís.

Zé Bode foi apresentado à imprensa durante coleta realizada no auditório da SSP, com a presença do titular da pasta, Jefferson Portela; o delegado geral Lawrence Melo; o superintende de Polícia Civil do Interior, Dircival Gonçalves; o delegado regional de Zé Doca, Samuel Farias; e o comandante geral da Polícia Militar (PM), coronel José Frederico Pereira.

De acordo com as investigações, José Gomes da Silva, o “Zé Bode”, matou César Augusto para assumir a vaga dele na câmara municipal da cidade de Godofredo Viana. O crime aconteceu na noite da diplomação de César Augusto, o Zé da Farmácia.

De acordo com as investigações da polícia, o crime foi praticado por duas pessoas que estavam em uma motocicleta. A vítima estava fechando o seu estabelecimento comercial quando os executores chegaram ao local. O indivíduo que estava na garupa da moto disparou vários tiros contra César Augusto que morreu no local. Logo em seguida, os criminosos fugiram.

O condutor da moto estava usando capacete, mas o autor dos disparos estava usando apenas um boné. “Nós fizemos um trabalho de levantamento das imagens por meio das câmeras dentro da farmácia”, explicou o delegado Samuel Farias.

Mandante

Com o desenvolvimento das investigações, a polícia chegou até o nome de José Gomes da Silva, suplente do vereador eleito César Augusto, como o mandante do crime, uma vez que ele queria assumir a vaga no legislativo municipal. Ele foi preso ontem e, após ser apresentado, foi encaminhado para o Complexo Penitenciário de Pedrinha com um mandado de prisão.

Consta ainda nas investigações da polícia que José Gomes da Silva, o Zé Bode disputou as eleições municipais do ano de 2012 pelo Partido Republicano (PR), obtendo na época 215 votos, o que fez com que ele ficasse na suplência.

No entanto, por meio de uma manobra política, ele conseguiu sair da suplência e obter um mandato na Câmara Municipal de Godofredo Viana. Este ano, ele novamente disputou as eleições e perdeu, obtendo 244 votos e mais uma vez ficando na suplência, dessa vez do César Augusto, Zé da Farmácia, que conseguiu ter 265 votos.

Insatisfeito com o resultado das eleições, José Gomes arquitetou a morte de César Augusto. As investigações da polícia seguem agora no sentido de encontrar as duas pessoas que estavam na motocicleta e executaram o vereador eleito e também outros que estão envolvidos no esquema.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+ Badge