sábado, 6 de abril de 2019

Chuvas no Maranhão: 13 cidades do Maranhão já decretaram situação de emergência

  • Cheia do rio Turiaçu provoca inundações na cidade de Santa Helena — Foto: Reprodução/TV Mirante
  • Santa Helena: 284 famílias desalojadas, 53 desabrigadas. Total de afetados - 33.492
  • Boa Vista do Gurupi: 130 famílias desalojadas, 60 desabrigadas. Total de afetados - 3.252
  • Alto Alegre do Pindaré: 348 famílias desalojadas, 77 desabrigadas. Total de afetados - 729
  • Santo Amaro: 20 famílias desalojadas, 40 desabrigadas
  • Itaipava do Grajaú: Total de afetados - 15.897
  • Barão de Grajaú: Total de afetados - 17.841
  • Nina Rodrigues: Total de afetados - 14.264
  • Sítio Novo: Total de afetados - 18.001
  • Icatu: Total de afetados - 26.953
  • Paço do Lumiar: Total de afetados - 210
  • São José de Ribamar: Total de afetados - 168
  • Araioses: Dados em fase de consolidação
  • Formosa da Serra Negra: Dados em fase de consolidação

As fortes chuvas que atingem todo o Maranhão já fez 13 cidades decretarem situação de emergência. Os dados são do Corpo de Bombeiros. Dados parciais apontam que 130 mil pessoas foram afetadas e mais de 1500 famílias estão desabrigadas em várias regiões do estado.
Fora da lista, a Prefeitura de Imperatriz decretou situação de calamidade pública nesta sexta-feira (5) e cerca de 800 famílias estariam desabrigadas em diversos bairros. Ruas e avenidas que há muitos anos não eram invadidas pela água foram atingidas pela cheia de riachos.A cidade de Caxias, a 360 km de São Luís, está em estado de alerta por causa do aumento do nível do rio Itapecuru. Segundo a Defesa Civil, o rio está acima da média e em pouco tempo pode transbordar por causa da intensidade das chuvas nas últimas 24 horas.Nas margens do rio Pindaré, em Pindaré-Mirim, a 255 km da capital, o nível da água continua subindo. Já na BR-316, na região do Alto Turiaçu, os riachos transbordaram e está oferecendo riscos aos motoristasque passam pelo local, já que a estrada ficou totalmente coberta pela água das chuvas.
Vista aérea da cidade de Boa Vista do Gurupi após as fortes chuvas — Foto: Ascom/Prefeitura de Boa Vista do Gurupi           MIRANTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário