segunda-feira, 25 de março de 2013

WALDIR FILHO: UM LEGADO QUE PERMANECE





        

Hoje é dia 25 de março de 2013, feriado municipal em Lago da Pedra - MA. E por 17 anos, esse dia tem sido lembrado de modo diferente. Nessa mesma data do ano de 1996, morrera o então Deputado Estadual Waldir Filho. Para os mais jovens, o “cara da estátua na praça” que carrega o seu próprio nome; para os nem tão jovens, um político diferenciado e de extrema relevância para a história do município; para os amigos e familiares, um legado a ser preservado e, mais que isso, uma lacuna que jamais será preenchida.
No dia 2 de setembro de 1965, nascia em Lago da Pedra, o terceiro filho do casal Waldir Jorge e Raimunda Alves de Melo, Waldir Jorge de Melo Filho. Juntos, Waldir e Raimunda tiveram seis filhos: Maura Jorge, Vieira de Melo, Waldir Filho, Vany Melo, Raimundinha Filha e Katia Soraima Melo. Waldir Filho cresceu e ingressou na Faculdade de Direito da Universidade Federal do Maranhão, tendo obtido a graduação nessa mesma instituição. Antes disso, o jovem casou-se com Laudicélia Arruda, com quem teve cinco filhos: Lívia, Laíze, Lanna, Lorena e Samuel. Um marido apaixonado e um pai exemplar. Além disso, Waldir Filho era um pai presente na vida dos filhos!
Por um período, exerceu a advocacia e vivia intensamente o mundo jurídico. Todavia, o que preenchia sua alma, de verdade, era poder ajudar a quem mais precisava e o contato direto com as pessoas. Dessa forma, foi eleito Prefeito de Lago da pedra no ano de 1989. À época, Waldir Filho havia se tornado o prefeito mais novo do Brasil, aos 23 anos de idade, apenas.
A pouca idade não afastava Waldir Filho dos mais velhos. Muito pelo contrário: os mais avantajados em dias tinham tamanho apreço pelo jovem prefeito que até hoje, em Lago da Pedra, pode-se encontrar várias fotos dele com essas pessoas, as quais, muitas vezes, o viam como filho, no que diz respeito ao cuidado que tinham para com ele. Enquanto prefeito elegeu-se Presidente da FAMEM (Federação dos Municípios do Estado do Maranhão), instituição que preza pelo fortalecimento do municipalismo e união deles entre si. Foram dois mandatos à frente da presidência da instituição.
Depois da prefeitura municipal e da presidência da FAMEM, era hora de procurar voos mais altos! Waldir Filho elegeu-se, então, Deputado Estadual pelo Maranhão. Agora, a sua notoriedade ultrapassava as fronteiras de Lago da pedra e alcançara todo o Estado do Maranhão. Enquanto parlamentar, Waldir Filho podia ouvir de perto os anseios não só dos lagopedrenses, mas dos demais maranhenses, em geral. Tal era a sua preocupação para com as pessoas que acabou sendo um dos precursores da “Assembleia Itinerante”, um projeto que visava ao contato direto com os populares dos municípios, além da extensão da sede do órgão público “Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão”.
Um certo dia, Waldir Filho voou novamente. Voou e não voltou mais pra casa, nem pra Lago da Pedra, ou pra qualquer outro lugar que nossa limitada visão (humana) possa ver. Era o dia 25 de março de 1996 (Daí o porquê do feriado!). Em mais uma missão da Assembleia Itinerante, Waldir Filho foi encarregado de ir a Imperatriz - MA com mais dois deputados: Jean Carvalho e João Silva. Aquele 25 de março amanhecera diferente... Escuro, quem sabe. Nesse dia, Waldir Filho havia saído com a esposa para comprar um terno e demais adereços. Estava a felicidade em pessoa! Tempo chuvoso e o céu encoberto de nuvens. Mas os parlamentares tinham uma missão e viajaram num monomotor rumo a Imperatriz sob forte chuva. Não chegaram ao destino planejado, pois ali, Deus arrancava para si uma pessoa insubstituível, cuja ausência seria lembrada dia após dia... Ano após ano. Com a perda de Waldir Filho, remetemo-nos às palavras do Salmista, quando diz que devemos entregar o nosso caminho ao Senhor; confiar nele, que Ele tudo fará. E assim o temos feito.
Não se pode questionar a vontade do criador, afinal, quem somos nós para fazê-lo? Mesmo assim, há momentos em que nos vêm saudades... Saudades tão fortes que quiséramos de igual modo, arrancá-lo dos inigualáveis cuidados de Deus e trazê-lo para os nossos (efêmeros)! O tempo passa e, embora não nos acostumemos, findamos por nos conformar com tal perda. Todavia, no que cerne ao feriado de 25 de março, o que dizer para os mais jovens? Que representa a morte do “cara da estátua na praça”? E para os nem tão jovens? Diremos que, certamente, foi um político diferenciado e de extrema relevância para a história do município. Mas para os pais, os cinco irmãos, os cinco filhos, demais familiares e amigos, os inúmeros amigos... Ah! Temos uma única certeza do que pode ser dito: Waldir Filho, o teu legado será lembrado e a lacuna que tu deixaste jamais será preenchida!
Samuel Jorge Arruda de Melo,
Lago da Pedra-MA, 25 de março de 2013.


         
                 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+ Badge