terça-feira, 23 de abril de 2013

Greve de professores da rede estadual começa nesta terça-feira

                        
                                          
Mais de 40 mil profissionais da rede estadual de educação iniciam nesta terça-feira (dia 23) greve por tempo indeterminado. Convocado pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Maranhão (Sinproesemma), o movimento paredista foi aprovado em assembleias regionais da categoria no início do mês.
Essa foi a forma encontrada para cobrar o envio à Assembleia Legislativa do projeto de Estatuto do Educador, negociado entre governo e sindicato, além de mais dez reivindicações. No primeiro de greve (dia 23), os educadores realizarão, a partir das 9 horas, manifestação em frente à sede da Assembleia Legislativa.
Após dois anos de negociação e firmado um acordo, o governo do estado de forma unilateral modificou o projeto de Estatuto do Educador, e promete enviá-lo ao Legislativo. Na alteração do texto, foram identificados sérios prejuízos à carreira dos educadores, entre os quais estão exclusão do mecanismo que garantiria as progressões automáticas, retirada de gratificação de risco de morte,  exclusão da gratificação para os educadores que residem longe dos seus locais de trabalho – difícil acesso, fim do mecanismo de redução da carga horária por tempo de serviço, retirada da Gratificação de Atividade do Magistério (GAM) aos trabalhadores que vão se aposentar,  fim da promoção e muitos outros itens prejudiciais aos trabalhadores e à educação pública.
Os três primeiros dias de greve – 23, 24 e 25 – coincidirão com a greve nacional convocada pela Confederação Nacional do Trabalhadores em Educação (CNTE).
                     

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+ Badge