sexta-feira, 14 de junho de 2013

Dutra denuncia que Roseana distribui sementes podres aos agricultores maranhenses

                             dutra
O deputado federal Domingos Dutra (PT) subiu a tribuna da Câmara para denunciar o “desrespeito” da governadora Roseana Sarney aos pequenos agricultores do Maranhão. O parlamentar criticou a péssima qualidade das sementes distribuídas pelo governo do estado e citou a confirmação do próprio secretário de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano e de Assuntos Políticos do Maranhão, Hildo Rocha, ao dá a entender que as sementes não valem coisa nenhuma.
Dutra criticou também a postura do secretário ao dizer que as terras no Maranhão são fracas e pobres. O deputado concluiu seu discurso informando, veementemente, que “as terra do Maranhão são boas e o povo é trabalhador. “O governo é que não presta!”, disparou.


O Sr. Presidente, há coisas que só acontecem no Maranhão. O Maranhão é um Estado que tem basicamente duas estações. O inverno, que é associado à chuva, e o verão, que é associado ao sol. Essas duas estações… O inverno no Maranhão, dependendo da região, começa geralmente em dezembro, em janeiro, em média, começa em fevereiro e termina no final de maio, começo de junho.
O Maranhão, infelizmente, tem 100% da sua agricultura é “no toco”. O que é isso? O camponês faz a roça com o braço, sacho, foice, machado, tela e assim por diante. Fora no sul do Maranhão, que tem a soja, no resto do Estado é assim.
O camponês — e meu pai foi lavrador, Sr. Domingos Rosa, que teve 30 filhos, e eu trabalhei na roça ainda quando fazia a Faculdade de Direito — geralmente começa a plantar no final do mês de dezembro, em janeiro, no máximo, em fevereiro. Portanto, quando chega o mês de maio, ele já está colhendo, o milho já está seco, o arroz já está sendo colhido.
Veja o que está acontecendo no Maranhão: a Governadora Roseana, cuja família já governa há 42 anos, cujo pai já tem 55 anos de mandato, e que está no seu quarto ano de mandato, está fazendo o chamado governo itinerante, em que a principal oferta é distribuição de sementes. Só que a Governadora está distribuindo sementes no mês de maio, no mês de junho. É uma vergonha! Como uma Governadora que está no quarto mandato não sabe o ciclo produtivo dos lavradores no Maranhão? Ela está distribuindo semente no momento em que os lavradores estão colhendo o milho, colhendo o arroz.
O que é pior disso: um dos secretários mais importantes da Governadora Roseana, chamado Hildo Rocha, disse que as sementes não valem coisa nenhuma, porque as terras no Maranhão são fracas, são terras pobres. Ou seja, o nosso Estado, infelizmente, vai continuar crescendo como rabo de cavalo: para baixo…
A Governadora entrega semente num horário impróprio, e o seu secretário, do seu lado, diz que as sementes têm que ser comidas, porque a terra do Maranhão é fraca.
Na verdade, Sr. Presidente, o que é fraco no Maranhão é a Governadora Roseana, é o seu grupo político, é o Senador José Sarney, que, depois de quase 5 décadas, transformou o Maranhão em um Estado rico, de população pobre.
Fica aqui o meu protesto. No Maranhão, as terras são boas, o povo é trabalhador. O Governo é que não presta.
john cutrim

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+ Badge