segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Seu Xavier: Conta um Pouco da Nossa História


Quem conhece o Sr. Francisco Alves de Oliveira, o Xaviezinho como é conhecido, talvez não  saiba  o quanto ele conhece bem como começou Lagoa Grande, seu Xavier nasceu em 1933 no município de Pedreiras, chegou em Lagoa Grande no dia 30 de Novembro de 1958, nessa época tinha apenas três  moradores Zé Nozinho, Manoel Calixto e Antônio Cearense, ou seja Xavier  foi a quarta pessoa a pisar nas terras ainda coberta de matas nativas de Lagoa Grande, ele nos contou que nessa época prá chegar até Lagoa Grande se passava cinco a seis dias andando a pé, montado de burro ou a cavalo vindo de Lago da Pedra.

Xavier é o único dos quatros morador mais velho de Lagoa Grande que ainda está vivo, hoje ele está com 82 anos, ele conta que muita gente da região vinha atraída pelas as terras fértil onde se tinha uma riqueza muita grande de matas nativas boas para se plantar grãos como: arroz, feijão, milho,fava e etc... ele diz que a maior  dificuldade enfrentada nessa época era a escassez de agua, pois se andava até 10 km para buscar agua na Lagoa da Estrela, onde muita pessoas chegou até desistir e voltar devido a falta de agua.  

Zé Nozinho era uma liderança em Lagoa Grande devido ser a primeira pessoa a chegar e ter feito a primeira roça, ele era quem recepcionava, ou seja, recebia o povo que chegava e dava hospedagem até que essa pessoa se organizasse.
Seu Xavier conta que as primeiras  Ruas  foram surgidas das roças após a colheita, a rua do campo, Rua Grande e rua da Palha na qual deu origem devido às casas ser construídas de Palhas de arroz.

Antonio Cearence foi o primeiro morador a falecer em Lagoa Grande, o primeiro a ser enterrado no cemiterio feito ainda dentro da mata na rua do campo. 

Xavier conta que enfrentou muitas dificildades com a falta de agua, longe de gente,saúde,não tinha estrada pois o principal meio de trasporte era burro ou cavalo, 
Hoje tudo está mais facil já tem agua, tem estrada, já tem muita gente,tá tudo diferente,até a mata virou cidade, pena que os primeiros que chegarm aqui não estão mais entre nós prá ver.

Essa é um pouco da nossa historia, contada pelo um dos moradores mais antigo de Lagoa Grande, Francisco Alves de Oliveira (o Xaviezinho), exclusivamente para o Blog do Djalma Silva.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Google+ Badge